Ouverture des candidatures pour les bourses Cap Magellan – Império 2018 et pour les Prix de la Nuit du Gala 2018
26 juillet 2018
Inscrivez-vous : Rencontre Européenne de jeunes lusodescendants à Cascais / Encontro Europeu de Jovens Lusodescendentes 2018
27 juillet 2018

Associação de luso-descendentes promove cultura portuguesa na cidade de Dijon.

Faro, Zumba, Matos e Bombos,  são as principais manifestações socioculturais  desenvolvidas pela União Luso Francesa Europeia (ULFE) com objectivo de preservar e divulgar a tradição portuguesa na cidade de Dijon, no  distrito administrativo de Borgonha-Franco-Condado.

Com mais de 20 anos de existência, a  União Luso Francesa Europeia  é fruto da fusão entre a Association Sportive des Ouvriers Portugais e a Maison du Portugal.  A ideia de juntar as associações surgiu pelo facto de que, na fase em que encontravam-se separadas, frequentemente surgia conflito de rivalidade, principalmente quando decidiam fazer actividades conjutas. Desde a união, os portugueses daquela cidade francesa convivem em plena  harmonia, como conta António da Costa, actual Diretor.

Actualmente,  a sede da associação funciona no centro cultural que possui cerca de 1.200 metros quadrados. O mesmo local tem servido também como palco para realização de diversas actividades culturais de origem portuguesa, entre elas  a “Semana da Cultura Portuguesa”, que acontece na segunda quinzena de Maio, dando oportunidade para os portugueses apresentarem diversas manifestações culturais como: artesanato, danças e músicas folclóricas, assim como gastronomia, onde são confeccionados pratos típicos de diversas regiões de Portugal.

A União Luso Francesa Europeia também abriu as portas para leccionar a língua portuguesa para crianças e adultos franceses, bem como para cidadãos de outras nacionalidades que residem em Dijon. Segundo o director da associação, mais de 80 pessoas estão matriculados e o número tende a crescer nos próximos meses. A aula de Zumba também tem chamado a atenção dos franceses. Actualmente, mais de 100 pessoas estão inscritos na modalidade.

Chega perto de nove mil o número de cidadãos portugueses que residem no distrito administrativo de Borgonha-Franco-Condado. Cerca de seis mil, tem residência fixa na cidade de Dijon. António pondeira que, neste momento, a  comunidade sente falta de uma loja específica que comercializa produtos portugueses “ A nossa população é muito grande e com um poder aquisitivo razoável. De certeza, uma loja portuguesa na cidade de Dijon seria uma boa aposta, visto que muitas vezes somos obrigados a encomendar as coisas em Portugal e que demora um certo tempo para recebermos”, explica.

Por Vasco Suamo