Inscrivez-vous : Rencontre Européenne de jeunes lusodescendants à Cascais / Encontro Europeu de Jovens Lusodescendentes 2018
27 juillet 2018
Entretien avec Malou Levêque, jeune réalisatrice du festival Olhares do Mediterrâneo
24 août 2018

Cascais acolhe Encontro Europeu de Jovens Lusodescendentes organizado pela Cap Magellan

Eleita a capital Europeia Juventude em 2018, a vila de Cascais acolheu a quarta edição do evento intitulado Portugueses de Lá, Portugueses de Cá, no âmbito do Encontro Europeu de Jovens Lusodescendentes, de 10 a 13 de agosto, centrado na juventude lusodescendente europeia . O evento que serviu também para comemorar o Dia Internacional da Juventude, foi organizado pela Cap Magellan, em colaboração com o Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ) e Cascais, Capital Europeia da juventude reuniu mais de cinquenta jovens: 25 de Portugal e 32 lusodescendentes que residem nos diversos países do espaço europeu como: França, Luxemburgo, Suiça, e Espanha, criando oportunidades de troca de experiência e aprendizagem entre eles e participação ativa em workshops, visitas guiadas à cidade de Cascais, atividades divertidas e em festivais que decorrem na cidade.
A cerimónia de abertura teve lugar no Centro Cultural de Caiscais, na Sexta-feira, 10 de agosto, pelas 15 horas, e contou com a presença do Secretário de Estado da Juventude e do Desporto João Paulo Rebelo; Carlos Pereira, Vogal do Instituto Português do Desporto e Juventude e Catarina Marques Vieira, Comissária de Cascais capital Europeia da juventude. A Secretaria de Estado das Comunidades ambém era parceira do evento.No seu discurso, além de parabenizar a organização do evento, o Secretário de Estado aludiu os esforços reunidos que levaram a vila de Cascais a ganhar o título de Capital da Juventude em 2018, bem como os desafios e projetos a serem desenvolvidos no seu departamento.

Após a cerimónia de abertura, foram criados quatro grupos de debates que discutiram os seguintes temas:
1- Os desafios e as oportunidades profissionais nos diferentes países europeus, esteve a cargo da associação Cap Magellan.
2- APP “Repórter no Mundo”, apresentado pela jornalista Patricia Duarte e pelo Engenheiro de Software Luís Diogo.
3- Como alcançar o sucesso de forma positiva, aludido pelo ator e escritor Tiago Castro e pela escritora Marine Antunes.
Após as apresentações, os participantes realizaram uma visita guiada aos monumentos históricos da vila de Cascais. Na parte noturna, os jovens marcaram presença no Festival da Juventude – Cascais 2018 “Fado Novo”, no mercado da vila.

No Sábado, os participantes assitiram ao Jogo da Segunda liga portuguesa Porto B contra Estoril. Ao mesmo tempo, outro grupo teve a oportunidade de realizar um passeio livre de bicicleta na vila de forma a conhecê-la melhor. Na parte da tarde, os debates temáticos fizeram parte da agenda com cinco temas relevantes:
1- A divulgação da língua portuguesa na Europa e no mundo, ministrado pelo professor e coordenador de mobilidade na Universidade da Beira Interior, Bruno Costa.
2- O ensino do português e a importância das línguas no mundo profissional, que teve como moderador a professora de Francês e Português, Sandine Silva.
3- Jornalismo de proximidade em língua portuguesa, apresentado por Raul Reis, Jornalista do jornal Bomdia.lu, no Luxemburgo.
4- O papel das empresas e do turismo na promoção da língua portuguesa, ministrado pelo Diretor de Marketing do Banque BCP, em França, Vitor Martins.
5- As personalidades nacionais e internacionais promotoras da língua portuguesa, aludida pelo ator e cantor Ricardo Carriço.
Na parte noturna, os jovens marcaram presença no Festival da Juventude – Cascais 2018, no Hipódromo Manuel Possolo.

No Domingo, 12 de agosto, as atividades começaram pelas 10 horas, no auditório do Centro Cultural de Cascais com a apresentação de conclusões e encerramento do evento. Dirigida pela delegada geral da Cap Magellan, Luciana Gouveia, a mesa conclusiva foi composta por Bruno Costa, Luísa Semedo, Presidente do Conselho Regional Europa as Comunidades Portuguesas e por Carlos Pereira do IPDJ. Os participantes tiveram a oporturtunidade de apresentar tudo o que aprenderam durante os dias do encontro.

Na sua conclusão, Bruno Costa elogiou a qualidade argumentativa e crítica dos jovens que participaram nos grupos de debate, bem como a lucidez sobre os temas abordados. Ainda no seu discurso, de forma a incentivar os participantes, Bruno contou a sua experiência quando decidiu deixar a casa dos pais para fazer o ensino superior, em Lisboa, com apenas 18 anos. O professor da Universidade da Beira Interior ponderou a pertinência dos temas escolhidos para os debates.
Luísa Semedo aconselhou os jovens a pensar em alcançar o sucesso de forma coletiva, e não somente a nível pessoal, de forma a melhorar o bem estar social do meio em que vivemos. Quanto aos temas abordados, Luísa centrou-se no tema a mais valia da língua portuguesa, apontando a forma como alguns artistas musicais da lusofonia se tornaram embaixadores da língua portuguesa em Paris, cidade na qual reside. No final da sua intervenção, salientou a importância da preservação das línguas em geral e da língua portuguesa em particular enquanto espelho da diversidade e como património da humanidade.
No seu discurso, Carlos Pereira mostrou-se satisfeito pelo êxito de evento e sublinhou a importância da participação dos jovens na vida ativa da sociedade. Também frisou sobre a importância da divulgação da língua portuguesa pelo mundo, embora já sendo uma das mais faladas. Na sua conclusão, Carlos Pereira informou que a União Europeia destinou cerca de 30 mil milhões de euros para financiar o programa Erasmus até 2027.
Um encontro rico em trocas, debates, visitas culturais e diversão que serviu para realçar os pontos convergentes entre os jovens portugueses de cá e os jovens portugueses de lá que embora mantenham a sua particularidade, são também unidos por uma certa portugalidade.

Vasco Suamo.