Os vencedores do Concourso Dá Voz à Letra
23 février 2018
Forum pour l’emploi Cap Magellan 2018 : Le DSE au service des jeunes
23 février 2018

Inscrições abertas para as Secções Internacionais Portuguesas

As inscrições para as Secções Internacionais Portuguesas (SIP) começaram um pouco por todo o país: Estrasburgo, Grenoble, Lyon, Nice, Paris, Fontainebleau, Le Pecq, Saint-Germain-en-Laye, Chaville e Saint-Cloud.

As SIP funcionam no interior dos estabelecimentos de ensino franceses e resultam da assinatura de protocolos bilaterais de cooperação educativa entre Portugal e a França, desde o ensino primário até ao fim do liceu (CP até Tale).

No caso das SIP, é o Estado Português que contrata os docentes de língua e literatura assim como de História e Geografia. A menção à frequência da Secção Internacional é patente no intitulado do diploma: no fim do ano de 3e os alunos bem-sucedidos recebem o “Diplôme National du Brevet – Option Internationale” e posteriormente, no fim de Tale, obtêm o Baccalauréat (BAC) com “Option Internationale du Baccalauréat” (OIB). Estas menções são uma mais-valia nas suas trajetórias escolares, e nomeadamente no momento da incursão e da escolha de estabelecimentos e percursos no ensino superior.

Os alunos das SIP estão integrados nas turmas francesas e para além do currículo normal frequentam, em suplemento, aulas de Língua e Literatura Portuguesa e aulas de História e Geografia, em língua portuguesa, que comportam não somente o programa francês mas igualmente temas da história nacional portuguesa. O ensino é público e gratuito, tendo em conta a exigência constitucional de “assegurar o ensino e a valorização permanente, defender o uso e promover a difusão internacional da língua portuguesa” (art. 9) e ainda o de “assegurar aos filhos dos emigrantes o ensino da língua portuguesa e o acesso à cultura portuguesa” (art. 74). Os alunos das SIP participam ainda em projetos pedagógicos enriquecedores tanto do ponto de vista cultural como pessoal, preparando-os assim para o mundo moderno, global e multicultural onde o domínio da língua portuguesa tem conquistado cada vez mais importância enquanto língua internacional.

A admissão nas Secções Internacionais faz-se através da constituição de um dossiê de candidatura, assim como de provas escritas e orais para se estabelecer o nível de conhecimento do aluno em Língua Portuguesa. Para além disso, o percurso escolar e a motivação entram também em linha de conta na admissão nas SIP, tendo em conta a sobrecarga de horas de aprendizagem que esta via exige. 

Estabelecimentos escolares franceses onde funcionam as S. I. P.

(67) Estrasburgo

  • Collège Vauban
    70 Boulevard d’Anvers, 67000 Strasbourg

(38)  Grenoble

  • École Élémentaire Anthoard
    3, rue Anthoard – 38000 Grenoble
  • Cité Scolaire Internationale Europole
    4, place de Sfax – B. P. 1570, 38012 Grenoble

(69) Lyon

  • Cité Scolaire Internationale
    2, place de Montréal – 69361 Lyon

(06) Nice

  • École Élémentaire Auber
    35 avenue Auber – 06000 Nice
  • Collège International Joseph Vernier
    33 rue Vernier – 06000 Nice
    Tel: 04 92 14 67 90

(75) Paris

  • Lycée-Collège International Honoré de Balzac
    118, boulevard Bessières – 75017 Paris
  • Collège-Lycée Montaigne
    17, rue Auguste Comte – 75006 Paris

(77) Fontainebleau

  • Collège Lucien Cézard
    7 rue Félix Herbet – 77300 Fontainebleau

(78) Saint Germain-en-Laye

  • École Élémentaire Normandie Niemen
    3 bis, avenue du Pasteur Martin Luther King – 78230 Le Pecq
  • Collège Pierre et Marie Curie
    62, avenue Pierre et Marie CURIE – 78230 Le Pecq
  • Lycée International de St Germain-en-Laye
    Rue du Fer à Cheval – B. P. 5230 – 78175 St Germain-en-Laye

(92) Chaville/ Saint-Cloud

  • École Primaire Paul Bert
    1563, avenue Roger Salengro, 92370 Chaville
    Tel: 01.47.09.59.61
  • Collège Jean Moulin
    39 avenue de la Résistance, 92370 Chaville
  • Lycée Alexandre Dumas
    112 Boulevard de la République, 92210 Saint Cloud

Para mais informações:
epefrance.org/menu/seccoes-internacionais-portuguesas

 


 

Encontro com o Diretor da SIP de Saint-Cloud

Miguel Guerra é diretor da Secção Internacional Portuguesa de Saint-Cloud onde também leciona História e Geografia. Integra também a Secção Internacional Portuguesa de Saint-Germain-en-Laye.

Fez toda a sua escolaridade em França e os seus estudos superiores em França e em Portugal, é perfeitamente bilingue, com um perfil multicultural similar ao dos seus alunos.  A Cap Magellan foi ao seu encontro.

 

Visita dos alunos da SIP à exposição Graça Morais
na Fundação Calouste Gulbenkian, Paris

 

Cap Magellan: Tem experiência em trabalhar em secções internacionais de estabelecimentos escolares diferentes. O ensino nas SIP difere consoante as escolas?
Miguel Guerra: Não, nas secções onde leciono os professores são os mesmos assim como o programa, portanto o nível de qualidade do ensino é o mesmo. Não fazemos distinções consoante a zona geográfica onde ensinamos.

CM: Como explica que haja secções com muitos candidatos e outras que não preenchem as vagas de que dispõem?
MG: Penso que, em grande parte, isso se deve à falta de informação. O caso da Secção Internacional de Saint-Cloud, no Liceu Alexandre Dumas, é paradigmático: é uma secção que abriu há poucos anos e apesar do ensino de qualidade, de ser um dos melhores liceus do oeste de Paris, com tradição, ótimas instalações e próximo de todo o tipo de transportes públicos, não conseguimos ainda preencher as vagas de que dispomos. Acredito que seja por desconhecimento dos pais. Necessitamos de comunicar mais sobre estas vias de ensino de excelência.

CM: Sim, de facto as Secções Internacionais são conhecidas como sendo vias de aprendizagem que oferecem um ensino de excelente qualidade. Pode explicitar qual é, de facto, a mais-valia do ingresso nestas Secções?
MG: É um percurso de excelência, bilingue, multicultural e que dá abertura a um leque mais variado de formação e que é muito procurado no mundo do trabalho. O ensino internacional não significa ter adquirido competências numa língua estrangeira, mas sim uma língua de herança num perfil de bilinguismo. Os alunos quando acabam o liceu dominam perfeitamente tanto o francês como o português.

CM: E isso permite-lhes, por exemplo, ingressar numa Universidade em Portugal ou noutro país lusófono sem problemas?
MG: Sim, a maioria dos alunos domina a língua para poder frequentar o ensino superior num país lusófono e essa é sem dúvida uma das mais-valias tendo em conta o caráter internacional do português.

CM: Em que consistem as aulas de História e Geografia?
MG: São aulas que são lecionadas em língua portuguesa mas que abrangem o programa francês. Estou em contacto com os meus colegas franceses que ensinam História e Geografia, repartimos o programa e eu adiciono também a História de Portugal.

CM: O campo de ação de uma secção internacional limita-se ao ensino e à promoção da língua portuguesa?
MG: A língua portuguesa é um veículo para a abertura a todas as áreas do saber, às artes, à atualidade, ao mundo global… A secção tem também uma função cultural através de atividades que permitem descobrir e conhecer melhor as culturas lusófonas. São organizadas todos os anos visitas a museus, exposições temporárias, concertos, conferências, teatro, cinema e viagens – já está, aliás, programada e organizada uma viagem ao Porto e a Coimbra, ainda neste ano letivo, que envolve todos os alunos da secção. É um envolvimento muito abrangente, mas o denominador comum é sempre a língua portuguesa.

CM: Como e quem pode candidatar-se à SIP de Saint-Cloud?
MG: As candidaturas devem ser apresentadas, via e-mail, entre 19 de fevereiro e 22 de março. As provas escrita e oral irão decorrer no início do mês de maio. Podem candidatar-se alunos para o ensino primário, colégio e liceu (entrada em 2nde).

 

SECÇÃO INTERNACIONAL PORTUGUESA – LYCÉE ALEXANDRE DUMAS
112, Bd de la République
92210 Saint-Cloud
Tel : 01.49.11.38.38 
E-mail : sipladsc@sapo.pt

Candidaturas de 19 de fevereiro até 22 de março
Facebook: Secção Internacional Portuguesa – Chaville/St-Cloud
Aulas: Língua e Literatura Portuguesa / História e Geografia

Níveis: Seconde, Première e Terminale,
preparação ao “Concours Général de Portugais”
Custo: Gratuito

 

Luísa Semedo
CAPMag 275