Dança confinada continua a criar para o presente virtual e futuro ao vivo