O Secretário Geral da CPLP quer que o português seja uma língua corrente nos países africanos